Centro de Traumatologia do Esporte e AAAPB celebram parceria

2016 – Frequency And Risk Factors Of Clavicle Fractures In Professional Cyclists
24 de setembro de 2016
2016 – Epidemiological profile of patients diagnosed with athletic pubalgia
26 de outubro de 2016
Exibir tudo

(Da esquerda para direita: Gustavo Arliani, professor do Departamento de Ortopedia e Traumatologia; Elisa Scandiuzzi, presidente da AAAPB; Guilherme Falotico, chefe do Quadril do Centro de Traumatologia do Esporte; e Nacime Mansur, chefe do Grupo do Pé do Departamento de Ortopedia e Traumatologia. Crédito: Rogério Perasollo)

Objetivo dessa união é acompanhar a saúde dos atletas vinculados à Associação

Por Juliana Narimatsu

Na última sexta-feira (05) foi firmada uma parceria entre o Centro de Traumatologia do Esporte (CETE/Medicina Esportiva) do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da EPM/Unifesp e a Associação Atlética Acadêmica Pereira Barreto (AAAPB), união essa que promete contribuir para a saúde dos atletas da instituição.

O objetivo dessa parceria é aprofundar os conhecimentos sobre lesões esportivas, permitindo o desenvolvimento de trabalhos científicos nas áreas de ortopedia, medicina do esporte e fisioterapia. Além disso, há a intenção também de promover projetos sociais, cursos e eventos relacionados à saúde, bem-estar e assistência.

Para tanto, o grupo do CETE/Medicina Esportiva, sob coordenação do professor do Departamento de Ortopedia e Traumatologia Gustavo Arliani, irá acompanhar os atletas de diferentes modalidades vinculados à AAAPB, prestando atendimento ambulatorial, tratamento, reabilitação e avaliação pré-participação esportiva com exames como teste ergométrico, sangue, radiografias, entre outros.

Muitos desses esportistas participam anualmente da Intermed, uma das mais tradicionais competições universitárias de São Paulo. Durante o campeonato, os profissionais do CETE/Medicina Esportiva irão realizar um mapeamento das lesões ocorridas, com a presença de um médico do esporte, ortopedista e fisioterapeuta.

“A parceria entre o CETE/Medicina Esportiva e a Atlética da EPM é muito importante na medida em que aumentará a segurança dos atletas universitários durante a prática esportiva e também certamente melhorará o desempenho da universidade nas competições como a Intermed”, comenta Arliani.

Fonte